Banner

Banner

Total de visualizações de página

3 de outubro de 2013

As Aparências Enganam


Eu não quero filantropia, já é meio dia
Já não me basta esta miopia
Da visão política corrompida...
Roubaram o lamento da minha cesta básica
Que de básica não tinha nada
Tomaram de assalto a minha coragem
Tomaram como se toma... Deixa pra lá bobagem
O relógio me faz perder o tempo
E o meu raciocínio continua lento...
Outro dia desses tive uma visão
Um jovem que gritava a liberdade na prisão
De nada serve servir a pátria, tão amada idolatrada
Salve, salve nosso bolso e salários atrasados...
Ouviram do Ipiranga, mas...
Não ensinaram nossas crianças
Nossos filhos divididos, nosso hino iludido
Outro dia eu bati de frente com o espelho
E vi minha cara quebrada...
Esta manhã não vou acordar cedo 
Vou acordar eu mesmo
E sentir na pele o sol que me esquece o pão de cada dia
Deixei crescer o cabelo
E perdi o emprego!
Cortei os cabelos e nada de emprego
As aparências realmente enganam...
Ou serão os políticos deste país?
Despertai hó jovens desta terra adorada
Se realmente houver penhor nesta igualdade
Conseguireis conquistar com braço forte
Dormireis supostamente tranqüilo
No seio desta liberdade
Aparentemente falando.

Marcelo Zacarelli
Agosto de 2002 no dia 25