Banner

Banner

Total de visualizações de página

4 de abril de 2009

Viaduto do Chá

Marcos Rodrigues e Kátia Cilene
















O Barão de Tatuí tinha mesmo que morar por aqui
No Vale do Anhangabaú o bairro nobre onde nasci
A história conta com absoluta certeza
O sobrado que veio abaixo a golpe de picareta.

Por ironia do destino sabe como é
Água fervendo no fogão (há que diga) pra fazer café
Era uma segunda feira de amargar
 O Barão não teve escolha fora forçado a se mudar.

A estrutura metálica que vinha da Alemanha
Fez nascer o viaduto do Barão e da barganha
Aos mascates quem vendiam chá naquela nobre região
Ganhou um nome o viaduto em homenagem ao Barão.

São três vinténs de pedágio
Caso queira passar para o outro lado
Pessoas refinadas dirigiam-se ao cinema
No viaduto do chá, até que valia a pena.

No século XIX a velha ponte veio abaixo
E uma nova reergueu aos amantes do teatro
A nota triste nos dias de hoje foram por almas falecidas
A ponte do chá que tomou referência por desgraçados suicidas.

“Homenagem à São Paulo 455 anos”

Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli
Village, Janeiro de 2009 no dia 15.