Banner

Banner

Total de visualizações de página

25 de novembro de 2009

Luz de Meia Vela


O som do violino me encanta
O tom do egoísmo me profana
O som do absurdo é mudo
Que me faz surdo como sou.

Candelabro de três velas
Quebrado entre a luz e as trevas
Destas três...
Tremulas insensatez
Meu ego se multiplicou
Meu gênero me duvidou.

Tudo por causa
Do maldito som do violino
As dores que esta vida me causou;
O santuário na boca destas santas
Perdoem estas minhas mãos
Perdoe quem nunca pecou.

Virgens as luzes destas velas
As quais duas já se apagaram
Sou feliz a luz de meia vela
Talvez fosse mais
Se fosse a luz das trevas.


Marcelo Henrique Zacarelli
São Paulo, Abril de 2006, no dia 16