Banner

Banner

Total de visualizações de página

26 de agosto de 2009

Favela tão Bela

Marcelo e Camilla Fernanda
















Dizes querida donzela
Se tu moras na favela
Tão quieta e tão bela
De ruas tão nuas
De noites escuras
De humildes alparcas
De mesas tão fartas
Dizes-me donzela
Se tu vens da favela.

Dizes amante donzela
Quando vens da favela
Tão bela e tão discriminada
De beleza assaltada
Joia feia na vitrine da cidade
Rara escola de futebol
De meninos sem vaidade
Como presos de uma cela
Realidade bruta da favela.

Dizes hó linda donzela
Se tu moras na favela
Dos tímidos quintais
Das notícias nos jornais
Não te envergonhe menina
Das moradas da tua sina
Ainda tens uma janela
Em tua favela que é tão bela.

Dizes o porquê donzela
Que tu vens da favela
De um bairro da periferia
Tão pacata e tão fria
Da vizinhança corriqueira
Do feijão queimado
Na casa da fofoqueira
Não te quero donzela
Longe da beleza da favela.

Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli
Itaquaquecetuba, Maio de 2002, no dia 09.