Banner

Banner

Total de visualizações de página

26 de agosto de 2009

Engenheiro Manoel Feio

Camilla Villarim e Pedro Henrique
















Não existe lugar mais feio que o Manoel
Nem engenheiro melhor que Manoel feio
Rascunho de um bairro rabiscado no papel
Criança desnutrida debruçada em teu seio.

Manoel feio, tão feio quanto o próprio nome!
O nome de Manoel não é tão feio assim
Subúrbio da periferia que adormece pobre
E acorda na estação a multidão sem fim.

Longas ruas de terra (terra de verdade)
Manoel não se envergonha e nem culpa tem
O engenheiro que morreu nos deixou saudade
Deixou seu nome feio não importa a quem.

Mauá foi de Barão, Manoel de Itaquá!
Na descoberta de Anchieta um anseio
Que ele jamais poderia imaginar
Ter um bairro da cidade com o nome feio.

Nos dias de hoje presto uma homenagem
A esta gente humilde que vive em nosso meio
Aos viajantes que por aqui passaram
Jamais irá esquecer-se de Manoel feio.

"Homenagem á estação ferroviária
Subúrbio Engenheiro Manoel Feio".

Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli
Itaquaquecetuba, Novembro de 2002 no dia 29.