Banner

Banner

Total de visualizações de página

3 de janeiro de 2009

As Pedras não Reclamam

Natália e Fernanda













Sentimento adormecido
Repousa dentre outras
E te emprestas o colo
De quem longe chega
Tão fria te entregas
Ao calor de outrem
Que por ser carne, enjoa...

Outras virão com certeza
Mas é certo que a solidão
Também virá
Te ocultas em ti tamanha incerteza
Que em pedaços tuas dores multiplicam
Não podeis nem sentir nem tocar;

Pedras despretensiosas
Antes fosse como a ti
Que me ocupasse em vida
Sentir, tocar, chorar...
As pedras não amam
Não reclamam
E eu sem você
Maldita saudade.


Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli
Itaquaquecetuba, Agosto de 2003 no dia 28.