Banner

Banner

Total de visualizações de página

30 de agosto de 2008

SOFRO POR TI



Ela dorme pois à noite a envolve
Como o semblante eficaz
Flutuam nos seus pensamentos
Nem sabes que sofro por ti.

A lenda da saudade
Nada mais é que um sonho
Um pobre homem vagueia
Pelo teu quarto e não vês
Nem sabes que sofre por ti.

Teu manto é frio
Mais do que o vento de junho
Lá fora tem mais vida
Mais amores, mais feridas
Enquanto dormes
Por ti és esquecida
Nem sabes que morro por ti.

É leviano o trair da própria carne
Procuro-te e não te encontro em mim
Ao dormir despeço-me
Do meu corpo e da solidão
Nem sabes que de saudade morri.

Escrito por Zacarelli 28/junho/2008
Village ( sp )