Banner

Banner

Total de visualizações de página

25 de novembro de 2009

Pressa de Amar

Fernanda V. Zacarelli

Leviana nos teus atos,
Bem sabes, tu és mais;
Muito mais que posso querer
Quem poderá rouba-lhe algumas palavras?
Insaciada sobre o lençol desarrumado
É senhora menina,
Despida de qualquer juízo
Tua nudez ignora qualquer ato
Quando alguém em sã consciência
Possa almejar em pecado absoluto
Todo veneno que provei da tua boca
Faz do meu corpo doente
Na vontade de te amar; Quem és tu?
Que desprezas tal experiência;
Contida de um prazer que é só teu
Teu ritmo imposto me devora;
Predadora nos teus desejos
Tu amas, mata e depois vai embora...
De certo que me tornei presa fácil
Escravo de ti uma vez sou teu vício,
Teu lábio causou-me dependência
Estou doente quase morto
Bem sabes, tu és mais;
Muito mais que eu possa querer.


Marcelo Henrique Zacarelli
Guarulhos, Abril de 2007, no dia 28